Avançar para o conteúdo principal

Servidão Humana

O livro "Servidão Humana" ("Of Human Bondage"), de W. Somerset Maugham, é considerado uma obra-prima. E é. Durante todo o livro, acompanhamos o percurso de vida de Philip Carey, um rapaz que nasceu com uma deficiência e que muito cedo perde a mãe. É criado pelos tios (um vigário conservador e a esposa submissa). Desde logo, e até ao final, damos por nós a querer fazer algo por ele: a torcer para que a mãe não morra, a querer bater nos miúdos que gozam com ele, a detestar o tio pela atitude fria e ausente, bem como a tia pela sua passividade. Philip cresce e, quando ele se apaixona cegamente por uma mulher que apenas o humilha, o usa, se aproveita dele, o agride e o trai, queremos sacudi-lo para que acorde e saia daquele marasmo. Philip cresce enquanto pessoa, evolui, apesar de ter uma tendência enorme para repetir os mesmo erros. Compreendemos tudo o que ele faz, sentimos empatia por ele e isso prende-nos. Sofremos com as dores dele e exultamos quando é bem-sucedido. 
Este é um bom livro para ler com calma e com a noção de que nos levará a um profundo exercício de auto-análise. É preciso estômago para prosseguir em determinadas alturas... mas vale a pena. Vale muito a pena.

Comentários